Home arrow Notícias arrow Secretaria de Articulação acompanha discussão sobre implantação de corredor ferroviário
Home
A Secretaria
Secretário
Orçamento da União
Diário Oficial da União
Notícias
Serviços
Licitação
Links Importantes
Download
Fotos

 

Secretaria de Articulação acompanha discussão sobre implantação de corredor ferroviário
dsc_0505Brasília (28/03/2018) - Integrantes da Secretaria de Articulação Nacional acompanharam a reunião do Fórum Parlamentar Catarinense nesta quarta-feira, dia 27, que discutiu o estudo para a implantação do corredor ferroviário entre o Leste e o Oeste de Santa Catarina. O projeto foi apresentado pela Valec, empresa de engenharia especializada em construção de ferrovias, no plenário do Congresso Nacional.

O traçado comum do corredor ferroviário prevê a ligação entre Dionísio Cerqueira até o entroncamento com a EF-116, na região de Lages, Correia Pinto e Ponte Alta. No entanto, foram apresentadas duas alternativas, sendo que a primeira delas seria a ligação até Itajaí, onde o corredor se ligaria com a Ferrovia Litorânea.

Ao todo, são dois lotes da Ferrovia Litorânea: o primeiro deles entre Imbituba e Tijucas com 125,7 quilômetros de extensão e um custo estimado de R$ 4,8 bilhões a 12 bilhões. Já o segundo compreende entre Tijucas e Joinville num total de 119,5 quilômetros e orçado em R$ 1,7 bilhões.

Além da ligação do corredor até a região de Itajaí existe uma segunda alternativa, que seria uma bifurcação em “Y”. Esta bifurcação ocorreria na região de Alfredo Wagner, em direção a Tijucas e Imbituba. Esta alternativa pode substituir o lote 1 da Ferrovia Litorânea, economizando-se o custo de até 12 bilhões e equacionando os entraves ambientais no entorno do Morro dos Cavalos e da Serra do Tabuleiro.

dsc_0524A bifurcação manteria a articulação dos portos catarinenses, além de atender a região Sul do Estado com o Porto de Imbituba. Esta possibilidade pressupõe a construção de 30 quilômetros do lote 2 da Ferrovia Litorânea, para ligar Tijucas a Itajaí, com custo de R$ 420 bilhões.

A Bancada Catarinense discutiu os estudos apresentados e destacou a necessidade de elencar um trecho como prioridade para Santa Catarina, que efetivamente contribuirá com o desenvolvimento do Estado, como o traçado entre o Norte e o Sul do Estado, interligando os portos.

A empresa realizará audiências públicas nos próximos dias 4 e 5, no Oeste e em Florianópolis, respectivamente, para a exposição dos estudos realizados até o momento, além da obtenção de subsídios e contribuições da sociedade. O projeto foi apresentado pelo superintendente de planejamento e desenvolvimento e pelo gerente de planos e programas, Flávio Vinícius Bittencourt Silva e Francisco Luiz Baptista da Costa, ambos da Valec.

 

Douglas Saviato (SC 2662 JP)

Jornalista - Secretaria de Articulação Nacional

 
< Anterior   Próximo >
 
 

SHIS QL 12 Conjunto 5 casa 8 - Setor de Habitações Individuais Sul - Lago Sul - Brasília/DF - CEP: 71630-255
Fone: (61) 3101-0900 - FAX: (61) 3101-0933 - E-mail: Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo
Horário de atendimento: dias úteis das 08h às 19h
 

Desenvolvimento - CIASC | Gestão do Conteúdo -SAN | Tecnologia - Open Source